terça-feira, 24 de junho de 2014

TAG: 10 livros que mais me influenciaram

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 07:11 1 comentários


Tenho visto essa tag e um bom tempo e resolvi responder :)






1- Contos de Fadas: não é um livro e sim um gênero, e é o que me iniciou na leitura. Quando era criança minha mãe comprava vários livros de contos e sempre lia para mim antes de dormir. Quando ela não queria ler, ou estava cansada - e também no caso dos meus contos favoritos que lia sem parar, como o da Bela Vasilissa - eu pegava e lia e foi assim que comecei a ler, bem pequenininha.






2- Quadrinhos: começou a me introduzir no mundo da literatura junto dos contos de fadas, e apesar de não ser bem relacionado com essa lista, eu vou ter que incluir já que considero um gênero de leitura igualmente importante e significativo na minha vida. Foi com a Turma da Mônica que eu comecei, e depois parti para os vários gibis da disney e afins até chegar aos magás, que são o meu amor. Considero um dos meus autores favoritos o Inio Asano, e acho que TODO mundo deveria ler pelo menos algum mangá dele porque tratam de temas muito importantes, além de emergirem fundo na psique humana. Também foi assim que conheci autores asiáticos como o Kazuo Ishiguro e Haruki Murakami que são responsáveis por alguns dos meus livros favoritos.






3- Harry Potter: é o mais clichê nessa lista e para as pessoas da minha geração. Minha mãe comprou o primeiro assim quando saiu no Brasil de presente para eu e meu irmão e sempre lia para nós antes de dormirmos. E foi com Harry Potter que comecei a ganhar livros de presente de Natal, dia das crianças, aniversário... E com Harry Potter o gosto pela leitura se intensificou, meu amor por estórias mágicas e extraordinárias, por fantasia e livros desse gênero se firmou e eu passei a buscar mais coisas desse assunto e a ler cada vez mais. Foi com Harry Potter que minha mãe parou de ler para mim e que eu comecei a ser uma leitora independente.






4- Poliana: foi o primeiro livro que peguei na biblioteca completamente sozinha, sem indicação de ninguém e que amei. A história me cativou e começou a ensinar uma coisa que demorei anos para finalmente aprender, que é a importância de ser positivo e ver o lado bom das coisas. Foi em Poliana que me descobri shipper, porque ficava o tempo todo lendo sobre a Poliana e o Jimmy e achava eles a coisa mais fofa do universo, torcia ferrenhamente para que ficassem juntos até a conclusão da história em Poliana Moça.






5- Crepúsculo: apesar de hoje em dia não achar mais a série a bola toda que achava quando tinha 15 anos, Crepúsculo foi importante porque me apresentou o mundo do ebooks, como nem sempre tinha na biblioteca os livros que queria ler, nem sempre eles estavam sendo lançados no Brasil, ou então faltava muito para alguma data comemorativa eu passei a freqüentar sites como o PDL, e buscar livros para ler no meu computador.






6- Orgulho e Preconceito: foi o primeiro grande clássico que li e que me introduziu nesse mundo dos livros antigos. Depois de Jane Austen, a maioria das minhas leituras virou clássica e eu passei a me apaixonar por esse mundo incrível da literatura que eu até então não havia descoberto.






7- Morro dos Ventos Uivantes: foi o primeiro livro que eu tietei e obriguei os outros a ler, foi o primeiro que eu considerei "o melhor livro da minha vida" e apesar de ainda estar na lista, não ocupa mais o primeiro lugar. Também foi o livro que me apresentou as irmãs Brontë que são a minha mais completa paixão.






8- Jane Eyre: foi a personagem com quem eu mais me identifiquei em toda a vida, além de disputar o tempo todo o primeiro lugar da minha lista de "o melhor livro da minha vida", me trouxe todos os sentimentos do mundo enquanto lia, e o final foi a coisa mais linda. Livro incrivelmente feminista e importante para qualquer pessoa.






9- Os Miseráveis: existem dois tipos de dia em minha vida, o dia em que Jane Eyre é o melhor livro do mundo e o dias em que o Victor Hugo leva esse prêmio. Os Miseráveis é o melhor livro em 80% do ano e é a minha mais absoluta paixão. É o livro mais importante do universo para mim porque mudou meu caráter, minha forma de julgar as pessoas, me ensinou a importância do perdão, me livrou de vários preconceitos e ainda me levou para o universo dos livros políticos e que discutem assuntos desse gênero. Eu amo tudo em relação aos Miseráveis, já vi filmes, séries, musical, anime, li manga e mais todo tipo de coisa baseada na obra de Victor Hugo, se você nunca leu precisa MUITO ler.






10- Jogos Vorazes: foi a série de livros que conseguiu o que até então ninguém havia conseguido fazer desde Harry Potter, que é me conquistar e me levar a este mundo me deixando sedenta por livros e filmes da saga. É uma história estupidamente importante devido a sua crítica a sociedade, e foi o livro que me introduziu às distopias e ainda me fez buscar histórias que, como o livro, tem o objetivo de fazer uma crítica e uma sátira a nossa sociedade, adoro ler esse livros, conversar e discutir com meu namorado tudo que li e como se aplica na nossa realidade. É incrível como um Admirável Mundo Novo, escrito na década de 30, permanece sendo estupidamente atual, ou mesmo Os Miserávies e 1984 que também são aplicáveis ao nosso dia a dia.
 

Melancholia Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review