domingo, 24 de outubro de 2010

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 05:41 1 comentários
Acordou cedo, decidiu que a partir daquela manhã uma nova vida começava. Tomou um café ralo, sentou na cadeira bamba da sala para olhar o tempo pela janela. se vestiu e, enquanto colocava o casaco  e se preparava para sair pela porta, pensou nos erros nas mentiras e como elas o tinham levado direto a fracasso. decidiu. Hoje ia dizer tudo, não queria mais fingir, ia pedir desculpa aos amigos que abandonou, ia visitar os filhos que não via a meses e dizer o quanto os amava, ia admitir as falcatruas ao chefe da empresa, implorar a ex-mulher que o aceitasse de volta, ia dar um basta em tudo que estava errado. 'Vai ser um novo dia' ele pensou enquanto descia a rua... Só que de tanto pensar não viu o caminhão que virava em sua direção pela avenida e todo os seus planos terminaram, jogados no chão junto as estilhaços e cacos de vidro. Junto a seu frio e imóvel corpo.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Borboletas...

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 17:03 0 comentários
Eu as vezes olho a janela e penso em como vão as coisas, e nas palavras e gestos que ficam para trás. E admirando a paisagem eu ainda penso no infinito de coisas que eu não sei e almejo entender. Parada ali eu penso em como o tempo está me afastando e eu pergunto 'quando ele vai me aproximar?', eu só queria entender isso. Qual seria  lugar o qual eu pertenço? E se eu soubesse será que realmente deveria ir? Eu não entendo, eu continuo não entendendo, eu permaneço desejando descobrir o quanto mais a vida vai me tirar pra me dar em troca. Quando ela me der, será que vai ter valido  pena tudo aquilo que foi perdido? A única coisa que eu queria mesmo é permanecer neste instante, poder passar a eternidade admirando o mundo desta janela e enquanto  penso isso eu vejo outra borboleta passar...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 13:57 0 comentários




'If you're lost you can look and you will find me, time after time if you fall 
I will catch you i'll be waiting, time after time
If you're lost you can look and you will find me, time after time if you fall I will catch you i'll be waiting, time after time'  ♥

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

medo ...

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 14:04 0 comentários
'eu tenho medo de viver livre
    eu tenho medo de não ser livre
        eu tenho medo do que sinto
           eu tenho medo de não sentir
             
eu tenho medo de andar na rua
                  eu tenho medo de ter medo de andar
eu tenho medo de ficar perto
eu tenho medo de não chegar perto
eu tenho medo de desejar
eu tenho medo do medo de querer
eu tenho medo da solidão




eu tenho medo de tua companhia
eu tenho medo de não mais te ver
eu tenho medo de te ver um dia

 Eu tenho medo do medo'

sábado, 2 de janeiro de 2010

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 04:05 2 comentários
eu só te queria ao meu lado, nem que fosse só por um minutinho assim
mas está tarde, o relógio bate e eu não te vejo aqui...



ano novo mais solitário da terra .
já vi que esse ano vai ser dose ;p

 

Melancholia Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review