sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Poema

Postado por Beatriz Kollenz Gama às 06:57

Nós todos somos criaturas ansiando por atenção
Gritamos sozinhas no escuro aguardando alguém nos ouvir
Esperando uma voz que responda:
- Eu estou aqui.
Nós somos todos filhos da dor e dor medo
Rezando baixo, clamando por amor
Esperando que Deus nos diga:
- Não se assuste, estou aqui.

Nós somos todos escravos da esperança
Mesmo sofrendo jamais deixamos de acreditar que algo melhor está por vir
Chorando alto pedimos clemência
Dói demais estar aqui.
Eu sou vazia e insegura
Choro sempre, mas nunca deixo uma gota cair
Perdida no escuro me sentindo estranha

Queria , muito que alguém me notasse aqui.

0 comentários:

 

Melancholia Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review